Técnico Informatica

Técnico Informática Registro

Pedofilia e Porte ilegal de arma de fogo levam dois presos para a cadeia, em Registro-SP


No dia 09 de julho de 2020, policiais civis da DDM (DELEGACIA DE DEFESA DA MULHER) de Registro/SP, acompanhados de policiais militares da PATRULHA FAMÍLIA SEGURA, deram cumprimento a dois mandados de busca e apreensão, que resultaram nas prisões em flagrante delito de dois indivíduos.

Pedofilia e Porte ilegal de arma de fogo levam dois presos para a cadeia, em Registro-SP

No primeiro, após notícia do crime formulada perante a DDM pela esposa do indiciado, a autoridade policial representou pela concessão de mandado de busca e apreensão, sendo deferido pelo Excelentíssimo Juiz de Direito da 1ª Vara Criminal de Registro/SP, a fim de ser apreendida eventual arma de fogo.

Pedofilia e Porte ilegal de arma de fogo levam dois presos para a Cadeia, em Registro-SP

Na residência do casal, durante as buscas, foi encontrado pelos policiais civis e militares 01 (uma) arma de fogo, tipo pistola, calibre 635 (uso permitido), além 04 (quatro) munições do mesmo calibre, sendo o possuidor da referida arma autuado pelo crime de posse de arma de fogo de uso permitido (artigo 12 da Lei n.º 10.826/03).

Pedofilia e Porte ilegal de arma de fogo levam dois presos para a Cadeia, em Registro-SP

Já a segunda ocorrência, resultou na prisão de um indivíduo por um sórdido crime de pedofilia.

No dia 23 de junho deste ano, compareceram na DDM a vítima e sua genitora, narrando que quando criança (11 ou 12 anos de idade), a vítima suportou diversos abusos sexuais de seu padrasto, e em uma das vezes, ele havia filmado a cena. Ocorre que o filho do possível estuprador, motivado por interesses relativos provavelmente à herança, obteve cópia da filmagem, e teria mostrado para a mãe da vítima.

O delegado de polícia da DDM então representou para a concessão de mandado de busca e apreensão, que foi concedido pela Excelentíssima Juíza de Direito da 3ª Vara criminal desta cidade, e durante o cumprimento da ordem de busca, dentre outros equipamentos eletrônicos, foi encontrado 01 (um) aparelho celular com o indiciado, contendo o vídeo do abuso sofrido pela então criança.

O indiciado foi autuado em flagrante delito pelo crime descrito no artigo 241 – B, da Lei n.º 8.069/90, em razão de possuir vídeo contendo cena de sexo explícito envolvendo criança, além de que irá ser investigado por outros dois crimes.


Por SIMONE CAVANI IWAMURA (Policia Civil) 




Postar um comentário

0 Comentários