Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra a Mulher Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra a Mulher - Registro-SP

Técnico Informatica

Técnico Informática Registro

Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra a Mulher


A data de 25 de novembro marca uma causa humanitária que tem como objetivo alertar a sociedade sobre os casos de violência conjugal, doméstica, física, psicológica, exclusão, discriminação, assédio sexual, entre outras que impactam fortemente a saúde física e mental das mulheres.

Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra a Mulher

De acordo com a ONU – Organização das Nações Unidas - todas as mulheres do planeta já sofreram ou sofrerão algum tipo de violência em, pelo menos, um momento de suas vidas — independente de nacionalidade, cultura, religião ou condição social.

Instituído em 1999 em Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas, o Dia Internacional da Não-Violência Contra a Mulher é em homenagem às irmãs, Pátria, Maria Teresa e Minerva Maribal, que lutavam por melhores condições de vida na República Dominicana e foram violentamente torturadas e assassinadas na mesma data, em 1960, a mando do ditador Rafael Trujillo, e então ficaram conhecidas como “Las Mariposas”.


O CRAM – Centro de Referência de Atendimento à Mulher de Registro oferece orientações e atendimento psicológico e Social, onde junto com a mulher, busca fortalecer sua autonomia e nortear sua rede de proteção. O CRAM também atua de modo preventivo, através de palestras nas escolas, postos de saúde, espaços públicos entre outros. Só neste ano de 2020 foram 44 atendimentos a mulheres de diferentes etnias, sendo: 10 brancas, 09 pardas e 03 negras.


Caso você esteja passando por alguma situação de violência procure o CRAM que está localizado na Rua Lúcio Marques, 661 – Centro e atende pelo telefone (13) 3821-7579 ou pelo e-mail: cram@registro.sp.gov.br.


A Central de Atendimento à Mulher funciona 24 horas, todos os dias da semana e visa ouvir, orientar e apoiar a mulher em situação de violência. Denuncie. Ligue 180!

 

Postar um comentário

0 Comentários